A RUIVA DO CEMITÉRIO DA ÁGUA-VERDE

Em 1990 , Maurício , um advogado do interior de São Paulo se mudou para Curitiba e conseguiu comprar um apartamento no bairro Água Verde , bem ao lado do cemitério . Em seu segundo dia , na sua moradia nova , aconteceu algo estranho : a campainha tocou , o rapaz atendeu e viu uma moça ruiva , de vestido verde , que disse :- Boa – noite !- Meu nome é Lurdes , sou sua vizinha do andar de baixo e gostaria de saber se o senhor tem um pouco de açúcar para me emprestar , pois onde eu moro está tudo tão amargo ...Então , Maurício emprestou um pote de açúcar para esta mulher que agradeceu e foi embora . Mas , este rapaz estava olhando o cemitério , pela janela , e viu algo estranho : a mesma moça que pediu um pouco de açúcar entrou no cemitério e desapareceu . Assim , Maurício ficou um tanto cismado , mas depois não deu muita bola para o acontecimento . Uma semana depois , a campainha tocou novamente : era a mesma ruiva , que perguntou : - Boa – noite !- Será que o senhor tem um pouco de gelo para me emprestar ?- É que , lá embaixo , tudo está muito quente !Então o rapaz ofereceu um pequeno isopor com alguns cubos de gelo dentro . Assim , a moça agradeceu e foi embora . Mas , Maurício estava outra vez , observando o cemitério da sua janela , quando viu a mesma mulher entrar neste local novamente . Na mesma hora , alguém apertou a campainha . Então este rapaz foi atender e era José , o seu vizinho do apartamento da frente . Os dois se cumprimentaram , e Maurício perguntou :- José , você sabe quem mora no apartamento debaixo do meu ?Então , o seu vizinho respondeu : - Ninguém !Assim , Maurício falou :- Nossa !- Você , por acaso , conhece uma ruiva chamada Lurdes que mora nas redondezas ?Deste jeito , José exclamou espantado : - Ruiva ? ! - Lurdes ? !- Não pode ser ...- Como você a conheceu ?Desta maneira , Maurício explicou que Lurdes era uma moça que pediu açúcar e gelo emprestados e que nas duas vezes tinha entrado dentro do cemitério . Após ouvir isto , José falou : - Espere um pouco , pegarei uma foto . Assim , José voltou com uma foto de aniversário , mostrou este retrato a Maurício e perguntou : - A moça ruiva é esta da foto ? Então , Maurício afirmou : - Sim !Deste jeito , José explicou : - Esta moça se chamava Lurdes , ela morava no apartamento de baixo e morreu do coração em 1987 . - Ela era uma executiva solitária e sem parentes . Uma vez , ela teve um ataque do coração e seu corpo ficou dias trancado em sua residência . Ele só foi descoberto porque os vizinhos sentiram um grande mau cheiro vindo de lá , então a polícia arrombou este apartamento e descobriu o corpo . - Como ela não tinha parentes , a empresa providenciou seu enterro bem neste cemitério da Água Verde .- Toda a vez que chega um morador novo ela pede coisas emprestadas . - Eu peguei o diário velho dela e li coisas que demonstram que ela era muito solitária . - Você gostaria de ler ?Então , Maurício disse : - Sim !Desta maneira , José tirou uma caderneta do bolso e deu para Maurício ler . Este rapaz viu os seguintes trechos : “ – A solidão me acompanha cada vez mais nesta cidade . Tenho medo de morrer trancada neste apartamento e de ninguém achar o meu corpo . - Será que se isto acontecer , a minha alma descansará em paz ? “Depois disto , Maurício pediu para que José o levasse até o túmulo da moça . Desta maneira , os dois foram até o cemitério e Maurício viu a foto da ruiva e leu : Lourdes 1954 – 1987 .Então , este rapaz mandou rezar uma missa para a alma de Lourdes . Mas , mesmo assim , dizem que o seu espírito sempre aparece para os novos moradores do edifício ao lado do cemitério da Água Verde .